A Luz Da Escuridão

03/09/2019

 

Amigos queridos, quero compartilhar com vocês, pedindo licença, um pouco de meus últimos estudos da arte da guerra interna, onde percebo que a sombra é a mantenedora de nossa própria luz. Vou escrever para vocês um pouco mais de como eu sinto. 

 

Primeiramente compreendo que a vida é divinamente composta de duas forças, aparentemente antagônicas, porém divinamente complementares: calor e frio, dia e noite, luz e sombra; e assim sucessivamente.

 

O escuro, por si só, como se apresenta no símbolo do Yin e Yang faz parte da perfeição, é metade da energia vital. A outra metade é a clareza. Sendo harmoniosamente separados eles são plenamente complementares. Ambos são divinos e fazem parte da equação da vida. 

 

O ser humano em algum momento, condenou o "Yin Divino" como algo ruim. Criou uma crença de que esse lado desconhecido, onde moram as nossas vulnerabilidades, não deve nem ser visto, tampouco acessado. Acredito que isso é resultado de nosso medo de acessar lugares que não temos controle. É o famoso medo do desconhecido.

 

Sendo assim, uma proteção foi desenvolvida para impedir o contato com o Yin Divino.

Um mecanismo de defesa que perpetua a separação interna, porque não conseguimos acessar um de nossos lados reais e divinos.  

 

Exemplo: sei que em algum ponto eu tenho falta de confiança, mas não consigo acessá-la por que entre o meu observador consciente (que é esse que sabe da existência dessa falta confiança) e a vulnerabilidade (da falta de confiança em si) existe uma defesa que eu mesmo criei. Quem sabe uma vergonha de admitir esse meu lado mais fragilizado. Essa vergonha não me deixa acessar a minha vulnerabilidade, mas eu sei que preciso acessá-la para poder continuar a minha evolução. 

 

Sendo assim, como uma sugestão que tem feito muito sentido para mim, com objetivo de ir além desta defesa e acessar o campo da potencialidade dentro da naturalidade:

 

- Aprenda a reconhecer o valor desta vergonha que te protegeu até aqui; 

- Agradeça a elas (vergonha, ciúmes, inveja, etc...) com sinceridade pela proteção até este momento da sua Vida; 

- Peça com respeito e amor no coração, que daqui para frente você quer andar sozinho(a), vulnerável, para poder unificar suas polaridades. 

 

Na verdade, você não estará sozinho, pois quem é o protagonista desta jornada é o Guerreiro Interno, o observador, que está conectado diretamente com a intuição, a expressão da consciência divina. Então, faça isso com presença, e honre o seu passado até aqui. 

 

A partir deste ponto da jornada é você com a sua autorresponsabilidade. Seguindo sempre presente e assumindo o fruto das suas próprias ações sem culpar ou vitimizar o externo. 

 

Com este centro de maturidade, poderá nascer um ser humano consciente da importância de seus dois lados e plenamente divino em seu coração. 

 

Mas, tenha calma e respeite cada passo da jornada. Não se force a nada. 

 

Seguimos neste estudo de nossa divina humanidade,

 

Com respeito e amizade,

 

Fernando Belatto.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recentes

03/09/2019

04/07/2019

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 desenvolvido por Equipe O-DGI.